O Festival Literário da Madeira está de volta!

Gosta de literatura? E de jornalismo? Então não pode perder este evento!

“Literatura e Jornalismo, a Palavra que Prende e a Palavra que Liberta” é o grande tema da 8ª edição do Festival Literário da Madeira, que decorre de 13 a 17 de março no Teatro Municipal Baltazar Dias.

No total, serão cinco dias durante os quais se irá debater o que une e o que distancia literatura e jornalismo. Como protagonistas, um painel de jornalistas e escritores, como Benjamin Moser, Cândida Pinto, Mick Hume, Ana Daniela Soares, Carlos Fino, Eleanor Catton, Sofi Oksanen, Clara Ferreira Alves, Esther Mucznik, José Luís Peixoto, Javier Cercas e Ricardo Araújo Pereira.

Logo no primeiro dia, o destaque vai para o painel inspirado numa citação de Salman Rushdie – “O que é a liberdade de expressão? Sem liberdade para ofender, cessa de existir” – que junta o ex-jornalista e atual humorista Ricardo Araújo Pereira a Mick Hume, jornalista e escritor britânico, editor da revista “Spiked” e colaborador regular do jornal “The Times”.

Já no segundo dia é de sublinhar a estreia neste festival das escritoras Sofi Oksanen e Eleanor Catton, vencedora do Man Booker Prize por “Os Luminares”, que se juntam ao português José Luís Peixoto para debaterem uma afirmação de David Foster Wallace: “O Trabalho da boa ficção é confortar o perturbado e perturbar quem está confortável”.

Mesmo a encerrar esta edição do Festival de Literatura da Madeira, os escritores Javier Cercas e Daniel Alarcon discutem se o “Jornalismo é literatura com pressa”.

Para se inspirar ou se preparar para este festival, sugerimos uma passagem pela Fnac do nosso Centro, onde pode encontrar algumas das obras de convidados que irão marcar presença. Percorra a galeria e conheça as nossas sugestões.

Publicação
12 de Março de 2018
Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço